EMPRESA / SOBRE NÓS

O Laboratório Rio Claro de Análises Clínicas Ltda foi fundado em Setembro de 1974 pelo Dr. Epaminondas Parreira Duarte, que naquele ano teve seu contrato de prestação de serviços com a Santa Casa de Misericórdia de Rio Claro suspenso, com o objetivo de propiciar à população da cidade de Rio Claro um serviço de qualidade em análises clínicas. Para tanto, o Laboratório continua em permanente atualização, bem como, dedicando-se aos seus clientes com competência, esmero, eficiência e responsabilidade.

 As datas a seguir representam o histórico do Laboratório Rio Claro de Análises Clínicas Ltda

 

1953 a 1963 – Dr. Epaminondas graduou-se em Farmácia em 1953 pela Faculdade de Farmácia e Odontologia de Ribeirão Preto. Em busca de profissionalização em Análises Clínicas, ingressou no Instituto Adolfo Lutz na qualidade de estagiário.Primeiramente no Laboratório Regional de Ribeirão Preto, transferindo-se posteriormente para o Laboratório Central (São Paulo), onde permaneceu em tempo integral, de 19 de julho de 1954 até 18 de março de 1955.

 

Em setembro de 1955, assumiu o Laboratório da Santa Casa de Votuporanga, tendo ali permanecido até agosto do ano seguinte. Ao deixar Votuporanga, em busca de melhores oportunidades, dirigiu-se a Ribeirão Preto, onde no Departamento de Clínica Médica da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da USP, dirigido pelo Prof. Hélio Lourenço de Oliveira, fez estágio de 22 de agosto a 06 de setembro de 1956, adquirindo experiência em “métodos de calibração de colorímetros fotoelétricos, no qual tem certificação assinada pelo Prof. Zeferino Vaz.

 

1967 – Neste ano, estabeleceu-se em Rio Claro, contratado para dirigir o Laboratório Clínico da Santa Casa de Misericórdia, o qual reformulou por completo. Treinou os técnicos ali existentes; atualizou o Banco de Sangue, graças à experiência adquirida no Banco de Sangue do Hospital das Clínicas da USP, dirigido pelo Dr. Oswaldo Mellone.

Em Rio Claro, os casos de Doença Hemolítica do Recém-nascido ou tinham êxito letal ou migravam para outros centros. Ainda no mês de julho de 1967, realizou-se com êxito total a primeira ex-sanguinação em Rio Claro, praticada pelo pediatra Dr. Antonio Carlos Raya, assistente da Faculdade de Medicina da USP-Ribeirão Preto, uma vez que o Dr. Epaminondas introduzira os métodos diagnósticos imuno-hematológicos que permitiram detectar as gestantes sensibilizadas ao Rh, fazer seu acompanhamento e, posteriormente, dar assistência laboratorial no tratamento do recém-nato afetado pela doença hemolítica. Posteriormente, realizaram-se várias ex-sanguinações, até que os casos de moléstia hemolítica do RN começaram a deixar de existir, com o advento da “vacina” introduzida no mercado farmacêutico, graças aos trabalhos de pesquisa do austríaco Baungartner.

 

1974 – Neste ano, depois de sete anos, teve seu contrato de prestação de serviços com a Santa Casa de Misericórdia, rompido no mês de julho. Ato contínuo fundou o Laboratório Rio Claro de Análises Clínicas Ltda, o qual foi inaugurado em setembro, ajudado por um grupo de colaboradores que eram funcionários da Santa Casa e espontaneamente se demitiram e se integraram à nova empresa.

 

O novo Laboratório estava inteiramente atualizado para a época, quer em equipamentos, tecnologia e pessoal qualificado. E assim se manteve através do tempo, contando com o apoio da classe médica de Rio Claro.

 

RECURSOS POSTERIORES (OPERACIONAIS E ESTRUTURAIS)

 

1975 – Aquisição de aparelhagem para gasometria (posteriormente passada para o Hospital Santa Filomena).

 

1976 –OLaboratório Rio Claro funcionava em prédio alugado. Em 05 de março de 1976 foi comprado o prédio destinado à futura sede do Laboratório,na Avenida 03 (três), 544, pela importância de 1 milhão e 400 mil cruzeiros, o que representou um passo bastante ousado.

 

1976/1977– Aquisição de microscopia de imuno-fluorescência (Nikkon) implantando-se as técnicas de toxoplasmose, sífilis e moléstia de Chagas. No decorrer do tempo, tais técnicas tornaram-se demasiadamente onerosas, pelo que foram terceirizadas.

 

1978 – Efetuou-se a mudança do laboratório para a Avenida 03 (três), 544. A adaptação do novo prédio demorou praticamente 12 meses. O ritmo da reforma atendeu ao ritmo da entrada de recursos financeiros.

 

1979– Aquisição de aparelhagem e instalação da metodologia de eletroforese (proteínas, lipídios, hemoglobina). Em virtude da demanda e dos elevados custos, a eletroforese foi terceirizada.

 

1980 – Implantação de fotometria semi-automatizada Boehringer-Mannheim, modelo 4010, posteriormente substituida.

 

1982 – Após curso e exame de habilitação, pelo Dr. Epaminondas obteve, através da Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN) aparelhagem de radioimunoensaio (Gamma-Cord II) para dosagem de T3 e T4. Exames terceirizados, posteriormente.

 

1984– Aquisição de microscópio binocular Jena H - 500 Wetzlar, campo escuro e contraste de fase.

 

1985 – Aquisição de contador de células sanguíneas marca “TOA” (made in Japan), posteriormente subtituido.

 

1988 – Aquisição de contador de células “CC - 510”, CELM.

 

1989– O Laboratório Rio Claro de Análises Clínicas Ltda se inscreve na Sociedade Brasileira de Patologia Clínica, bem como seu diretor.

 

1990– Realizado contrato formal com o “Programa de Controle e Avaliação da Qualidade” ControlLab – Provedor de Ensaios de Proficiência”, mantido até a presente data.

 

1991 – Aquisição e instalação dos equipamentos de ar condicionado no Setor Técnico.

 

1993 – Aquisição de contador de células sanguíneas “CC - 530” – CELM.

 

1993 – Aquisição de Ultrassom para lavagem de materiais.    

      

1994– Implantação do primeiro programa de informática – SL“Sistema Laboratório”, sistema “DOS” e dos aparelhos necessários (CPU’s, impressoras e tudo o mais), permanecendo os dados armazenados eletronicamente.

 

1996 – Aquisição de dosador de bioquímica automático – modelo EclypseVitalab, procedência Merck, posteriormente substituído.

 

2001 – Implantação do sistema de automação da rotina do setor de Hematologia (com o equipamento ABX – Micros 60).

 

2002 – Início da descrição da rotina laboratorial em procedimentos operacionais padronizados (documentos físicos).

 

2004 – Aquisição de novos equipamentos para o setor Bioquímica (equipamentos Cardiac Reader e Cobas Mira S).

 

2005– Aquisição de aparelhagem para determinação de tempo de protrombina automatizado “Quick timer” e instalação dos equipamentos dear condicionados nas Salas de Coleta (01, 02, 03, 04) e na Recepção.

 

2007 –Modificação do Sistema de Informática para o programa Pleres da empresa Digitalmed.

 

2007– Aquisição e instalação do Sistema de Água Reagente.

 

2007– Reforma e aprimoramento do setor de microbiologia (bacteriologia, micologia) e coprologia.

 

2008 – Aquisição do equipamento Sysmex XS, sistema automatizado para o Setor Hematologia e também o equipamento Urisys 1100 (leitor de tiras reagentes) para o Setor Urinálise.

 

2009–Reforma do prédio do Laboratório, acrescentando-se a Sala de Repouso, duas (02) novas Salas de Coleta, nova Sala da Diretoria, reforma completa do Setor Técnico, sanitário para deficiente físico, reforma do Setor de Esterilização e Lavagem de Material. Instalação dos equipamentos de ar condicionado na sala do Servidor e Salas de Coleta (05 e 06).

 

2009 – Planejamento e início do trabalho em favor da ACREDITAÇÃO do Laboratório pelas normas do Programa de Acreditação de Laboratórios Clínicos (PALC) da Sociedade Brasileira de Patologia Clínica / Medicina Laboratorial.

 

2010 – Reforma na Recepção do Laboratório com troca do piso, ampliação na sala de espera, com novos assentos para os clientes, criação de quatro (04) balcões de atendimento ao cliente, armários novos, divisória com comunicação entre os setores de Recepção e Coleta, instalação da televisão para entretenimento do cliente, painel de senhas. No Setor de Coleta, houve a troca de piso das Salas 01, 02, 03 e 04. Quanto ao SI (sistema de informática), foi alterada a versão do programa Pleres para versão mais atualizada, ou seja, instalado o programa PleresClient e Pleres Libera.

 

2011 – Aquisição de vários equipamentos como Cobas Mira Plus, um microscópio Zeiss (procedência alemã). Também neste ano, em favor da segurança da empresa, colaboradores, clientes e proteção do SIL, instalou-se um sistema de câmeras localizadas em pontos estratégicos do Laboratório, como: Sala do Servidor, Setor de Hematologia, Setor de Bioquímica e Recepção.

 

2012 – Aquisição de novos equipamentos de informática (troca de computadores por modelos mais novos no setor da Qualidade, Secretaria e Setor Técnico); aquisição de equipamento de internet e troca de provedor; aquisição de equipamento de alarme e troca de fornecedor; aquisição de novas impressoras ; avaliação e aquisição de novos modelos de jalecos para os coletores, com designer moderno e apresentável aos novos clientes; avaliação do quadro de funcionários e a contratação de novos funcionários aumentando o número de colaboradores em questão; aquisição de equipamento marcador de tempo para o setor de Hematologia.

2016- O laboratório Rio Claro independente do grupo Imunogen, continua fiel a sua missão contínua de busca da excelência dos seus serviços.